Você está aqui: Página Inicial / Pastoral Escolar / #PraPensar / 17/01 – Reforma um caminho necessário na fraternidade: amor fraternal

17/01 – Reforma um caminho necessário na fraternidade: amor fraternal

“O amor seja sem hipocrisia. Detestai o mal, apegando-vos ao bem. Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.” Romanos 12.09-10

 

O apóstolo Paulo deixa no livro de Romanos um desafio maravilhoso: o desafio de amar além da natureza humana, quando fala que o nosso amor seja sem hipocrisia, ou seja, sem fingimento, dissimulação. Mas também deixa a receita para conseguirmos tal objetivo: detestando o mal. E a única forma de fazer isso é apegando-se ao bem. O apóstolo deixa claro que esta não é uma condição que depende apenas de nós. É uma condição que depende única e exclusivamente de estarmos ligados à fonte do bem, apegados ao próprio Deus.

Partindo deste princípio, Paulo começa a expor as virtudes que vão nos inundar e nos fazer transbordar da natureza de Deus: a cordialidade e a fraternidade. A palavra cordial significa aquilo que vem do coração. Fraterno, significa irmão. Logo, quando olhamos para as palavras usadas por Paulo, vemos que há algo muito profundo e divino que ele está ensinando.

Verdadeiramente olhando para o mundo em que vivemos e os acontecimentos que estamos testemunhando, o que menos contemplamos é cordialidade e fraternidade. Mas todas essas situações foram criadas pelo comportamento humano alheio, desligado de Cristo. A boa notícia é que tudo pode ser mudado. Estando ligados em Cristo Jesus, temos a retomada da natureza divina em nós! Uma reforma que só Ele pode fazer. Estar aberto para as transformações de Deus é a condição que temos para a vida. Deus nos abençoe.


Pastor Hércules Araújo
Pastoral Escolar do Colégio Metodista de Bertioga